Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Breath

Breath

11
Jul17

Coisas espontâneas


Eu sempre fui de extremos na vida. Ou sou demasiado cautulosa ou sou demasiado espontanea. Ou penso demasiado no assunto ou corro o risco e faço asneira. Ou estudava duas semanas antes ou estudava duas horas. Ora combinava coisas com as pessoas com uma semana de antecedencia ora com duas horas. 
No fundo, nunca soube achar o meio termo para nada, para ser sincera. Aquele balanço que eu acho que todos nós procuramos. O intermédio, o balanço perfeito entre as coisas, nem que seja por um curto período tempo ou algo mais duradouro e que seja, talvez, uma resolução para a vida. 
A verdade é que nunca me tive o tempo necessário para pensar neste assunto convenientemente até agora. Regra geral vivia bem com a inexistência deste balanço, até que me apercebi que ultimamente vivia mais na insegurança e perdia algumas oportunidades únicas e que outros pessoas adoram fazer e eu não o aproveitava porque existiam sempre mais motivos para não o fazer, do que motivos para o fazer. Aquilo que eu me esquecia era que o mais provável é que durante a minha vida é isso vai que acontecer e não uma, mas na maioria das situações. Haverão sempre muitos mais motivos para não fazer algo, do que fazer algo espontaneo e ver o que vem daí (nem que seja uma lição).
Assim, cometi duas pequenas-grandes loucuras no espaço de poucas semanas. Surgiram na altura certa, com os motivos certos e com as pessoas ideiais para me acompanharem nas minhas aventuras. Vamos ver o que vai surgir daqui! 
Entretanto, um post sobre o NOS Alive 2017 irá chegar.

 

P.S.: O post foi completamente espontaneo! 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo